Loading

 

Artigos - Material Educativo

Asma na Infância: tratamento e uso correto da medicação resultam em vida normal para a criança

 

Doença pode também surgir em qualquer fase da vida adulta

No Brasil, entre 10% e 15% das crianças sofrem com asma, doença do trato respiratório e muito comum na infância, geralmente desencadeada por infecções virais. Os principais sintomas são crises recorrentes de falta de ar, chiado no peito, cansaço e tosse.

Asma não tem cura, mas tem controle e, por isso, é importante manter o tratamento e o uso adequado da medicação. "A medicação utilizada para o controle da doença é contínua e, às vezes, o tratamento é difícil de ser compreendido pelos pais, já que envolve o uso de dispositivos que fazem o remédio ir direto para os pulmões. Após um período sem as crises, muitas famílias abandonam o tratamento por acharem que a criança está curada, o que faz crescer as chances de as crises retornarem", alerta o especialista Gustavo Falbo Wandalsen, diretor da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI).

Embora seja mais difícil chegar ao diagnóstico da asma nos dois primeiros anos de vida, hoje os especialistas possuem vários métodos para fechar uma análise precisa.

A maioria dos adultos que têm asma apresentaram a doença ainda na infância. Mas ela pode surgir também durante a gestação, na terceira idade, ou seja, em qualquer fase da vida adulta.

"Importante ressaltar que o objetivo do tratamento é fazer com que a criança tenha uma vida normal, praticando todas as atividades comuns à idade. Durante uma crise, há cuidados a serem tomados, mas fora dela é vida normal, desde que o acompanhamento e a medicação correta estejam sendo feitos com o especialista", explica Dr. Wandalsen.

 

Compartilhar